Câmara Municipal de Évora

Localização estrutural dos conteúdos:
Localidade:
Évora
Entidade detentora:
Arquivo Distrital de Évora
História custodial e arquivística:

Apesar da grande maioria da documentação do fundo da Câmara de Évora se encontrar depositada no Arquivo Distrital de Évora (ADE), também existem alguns documentos na Biblioteca Pública de Évora (BPE).

Para conhecimento da documentação que se encontra no Arquivo Distrital de Évora consulte-se:

ESPANCA, Túlio, "Inventário dos Antigos Arquivos da Câmara e do Real Celeiro Comum de Évora", A Cidade de Évora: Boletim de Cultura da Câmara Municipal (1ª Série) , nº 19, 1949, pp. 21 - 122

Conteúdos do fundo:
Informação contida em outros fundos:
  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1466/02/20
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Código de referência:
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizado entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Aldonça Gonçalves, viúva de João Afonso carnes, que trazia aforadas duas moradas de casas com celeiro, localizadas em Évora, na rua do Raimundo, por vinte soldos antigos, pagos pelo São Martinho.

     

    A foreira pede autorização à igreja para vender o domínio útil do imóvel a Fernão Lourenço e a sua mulher Margarida Gomes, por três mil e seiscentos reais brancos. Os clérigos autorizam a transacção.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1503/02/16
    Tipologia documental:
    Carta de Dote
    Nível:
    Documento simples

    Dote de casamento que faz Leonor Boto, viúva de Pedro de Carvalhais, escrivão da câmara, mãe de Fernão de Carvalhais, a seu filho e a Joana de Góis, sua mulher, e para os herdeiros que tiverem. A doação cosniste numa herdade de um arado de bois que tem em Benamorique, termo de Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1366/11/24
    Tipologia documental:
    Indefinida
    Nível:
    Documento simples

    João Afonso, provedor dos bens da capela de Rodrigo Airas, manda apregoar a Domingos Vicente, pregoeiro do concelho, que tem trigo e cevada para vender a dois soldos o alqueire e a cevada a um soldo.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1363/04/11
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Geraldo Anes, juiz do rei, entrega a frei Domingos do convento de São Francisco de Évora o traslado de uma carta de D. Pedro, datada de 11 de Setembro de 1361, sobre uma contenda existente entre o referido convento e o bispo, cabido e clérigos das diversas igrejas de Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1379/02/17
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta de D. Fernando dirigida a Vasco Façanha, juiz dos resíduos de Évora, para que este entregue ao convento de São Francisco de Évora 'tudo aquilo que por alma dos defuntos ficou por distribuir', para que se façam obras no dormitório, que estava muito danificado. Manda que tal se faça independentemente do desembargo tomado, a esse respeito, pelo bispo de Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1406/08/20
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença relativa a um processo entre os frades do convento de São Francisco de Évora e Maria Domingues, moradora em Montemor-o-Novo, administradora dos bens da capela de Gonçalo Eanes Lobo e de sua mulher, Mécia Afonso, estando em questão um litígio em torno do montante que a administradora deve entregar ao convento.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1414/05/21
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Fernão Martins Vieira, escudeiro, juiz do cível de Évora, entrega a frei Lourenço do convento de São Francisco de Évora o traslado de uma sentença dada pelo deão de Coimbra e vigário do arcebispo de Lisboa, relativa a uma demanda entre o cabido da Sé de Évora e o referido convento.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1454/12/19
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença régia relativa a um processo entre os oficiais dos resíduos de Évora e Afonso Gonçalves e sua mulher, e Rodrigo Afonso, escrivão do Desembargo, estando em questão a apelação de uma sentença sobre os bens de João Bispo, falecido em Janeiro de 1413.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1435/04/01
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    D. Duarte ordena que os juízes de Évora e todas as justiças não consintam que o bispo da cidade ou os seus vigários procedam contra os frades do convento de São Francisco, uma vez que estes, por seu privilégio, estão isentos da jurisdição episcopal.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1400/12/10
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Lopo Dias, escudeiro, juiz do cível, e Mendo Afonso, corregedor da comarca de Entre Tejo e Guadiana, relativa a um processo entre Luís Pires, provedor dos bens da capela de Rodrigo Airas de Veiros, instituída no convento de São Francisco de Évora, e Afonso Raimundes e sua mulher, Inês Lourenço, estando em questão a posse de umas casas, localizadas em Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1400/??/??
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    João Lourenço, porteiro jurado do concelho de Évora, por ordem de Lopo Dias, juiz do cível da cidade, restituí a posse de um sótão à capela de Afonso Airas de Veiros, instituída no convento de São Francisco de Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1412/10/08
    Tipologia documental:
    Demanda
    Nível:
    Documento simples

    Frei Lourenço Leal, procurador do convento de São Francisco de Évora, informa Lourenço Vicente, juiz do cível, que, entre os frades do referido convento e o bispo da cidade, existe uma demanda relativa à cruz que, segundo o bispo, os frades não podem trazer levantada quando acompanham os finados.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1459/09/03
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Frei Afonso, guardião do convento de São Francisco de Évora, solicita a Álvaro Falcão, juiz ordinário de Évora, que obrigue Rodrigo Anes Fuseiro a apresentar o testamento de Pedro Esteves Gavião. Este testamento contém cláusulas relativas ao convento de São Francisco, das quais foi pedido o traslado.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1497/07/15
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta de D. Manuel que confirma o privilégio concedido por D. João II ao convento de São Francisco de Évora, de que os almotacés da cidade devem fornecer aos frades do referido convento toda a carne e peixe que for necessária.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1388/05/27
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Afonso Pires, escolar, juiz do cível, entregou aos frades do mosteiro de São Domingos de Évora o traslado do testamento de Rodrigo Afonso de Sousa, no qual instituiu uma capela.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1482/02/18
    Tipologia documental:
    Codicilo de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Através deste codicilo, Catarina Bota, mulher do doutor Vasco Fernandes, revoga todas as disposições testamentárias feitas anteriormente.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1494/02/05
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Bartolomeu Gomes, bacharel em leis e juiz do rei, relativa a um processo entre os frades do convento de São Domingos de Évora e João Afonso, Martim Afonso, Pedro Homem, Afonso Eanes e Rodrigo Eanes Ramos, estando em questão os danos provocados em uma vinha, localizada no termo de Évora, no Louredo.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1503/06/16
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    João Figueira toma posse dos ofícios de tabelião das notas e de inquiridor das inquirições judiciais de Évora, perante Pedro Lourenço (?), escudeiro da casa do rei e juiz em Évora.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1401/10/18
    Tipologia documental:
    Encampação e Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação realizada entre os raçoeiros da igreja de São Pedro de Évora e João Gonçalves, caminheiro das apelações que se transportam da correição da comarca de Entre Tejo e Odiana para a Casa Real. Este trazia emprazados dois quateis de uma vinha, da referida igreja, localizada junto à cidade, por quatro libras de moeda antiga e duas galinhas, pagas pela Pascoa. O referido foreiro, por não conseguir utilizar a vinha, pede que os clérigos lhe recebam o bem.
    Aceite a encampação, os clérigos emprazaram, em três vidas, o referido bem, a Fernão Cruzado, morador em Évora.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1402/02/22
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em quatro vidas, de umas casas da igreja de São Pedro de Évora, localizadas na cidade, na praça da Porta de Alconchel, a Rodrigo Álvares, jubeteiro, e a sua mulher, morador em Évora, por quatrocentos reais brancos e três galinhas, pagos pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1412/08/22
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em duas vidas, de uma herdade, da igreja de São Pedro de Évora, localizada no termo da cidade, na Fonte Boa, a Inês Afonso e a seu filho Martim Eanes, moradores na cidade, por quarenta libras de moeda antiga e quatro galinhas, pagas em Setembro e pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1416/04/13
    Tipologia documental:
    Acordo
    Nível:
    Documento simples

    A igreja de São Pedro de Évora, mediante determinadas condições, desiste de um processo que tinha levantado contra João Martins, almocreve, por este ter comprado o domínio útil de uma vinha da igreja, localizada no termo da cidade, no caminho de Evoramonte, sem ter recebido autorização dos clérigos.

    Testemunhas: Rodrigo Afonso, que foi tabelião; Rui Gonçalves, inquiridor; Afonso Airas, tesoureiro da igreja de Santo Antoninho; Martim Afonso, raçoeiro da igreja de Santo Antoninho.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1420/11/24
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de um chão, da igreja de São Pedro de Évora, localizado no termo da cidade, no caminho da Retorta, a Gil Eanes, criado de Lopo Martins, que foi arcediago de Évora, e a Catarina Gonçalves, moradores em Évora, por trinta soldos de moeda antiga, pagos pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1423/04/04
    Tipologia documental:
    Requerimento
    Nível:
    Documento simples

    Os procuradores do prior da igreja de São Pedro de Évora solicitam o traslado do testamento de Lopo Dias de Espinho, o qual instituiu uma capela na referida igreja.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1433/04/27
    Tipologia documental:
    Codicilo de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Documento relativo à herdade de Pardelas e a umas casas de morada, localizadas na cidade, ao Muro Quebrado, que pertencem à capela instituída por Estêvão do Mato, na igreja de São Pedro de Évora. O testador fez doação destes bens com reserva de usufruto para a sua neta, Inês Afonso do Mato.
    Pelo presente documento, Inês Afonso do Mato renuncia ao usufruto da herdade e das casas, entregando os imóveis à igreja.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/04/08
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Os clérigos da igreja de São Pedro de Évora solicitam o traslado de um doação feita por Gomes Airas e sua mulher, Beatriz Vasques, do domínio útil de um ferragial, da referida igreja, a Martim Lourenço, tabelião.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1453/10/09
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação realizada entre a igreja de São Pedro de Évora e Mécia Vasques. Esta trazia emprazados dois ferragiais e uma horta, da referida igreja, localizados junto aos muros da cidade, à Porta de Avis, por vinte libras antigas e quatro galinhas, pagas pelo São João. A referida foreira pede que os clérigos lhe recebam os imóveis.
    Aceite a encampação, os clérigos aforaram, os referidos bens, a Gonçalo Eanes e a Catarina Gonçalves.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1460/05/13
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação realizada entre a igreja de São Pedro de Évora e Gonçalo Vasques Galego, lavrador, morador em Terena. Este trazia aforada uma vinha, da referida igreja, localizada no termo da cidade, no caminho da Fonte Lama, por sete libras antigas, pagas pelo Natal. O referido foreiro pede que os clérigos lhe recebam o imóvel.
    Aceite a encampação, a igreja aforou, o referido bem, a João Pires, lavrador, e a Mécia Lourenço, moradores em Évora.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1467/09/02
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizado entre os clérigos da igreja de São Pedro de Évora e Gonçalo Eanes de Borba, hortelão, morador na cidade. Este trazia aforada uma horta com dois ferragiais, da referida igreja, localizada na cidade, junto ao poço do concelho, por vinte libras antigas e cinco galinhas, pagas pela Páscoa, Natal e São João.
    Pede autorização à igreja para vender o domínio útil do referido bem a Afonso de Borba e a Mor Gonçalves.
    Os clérigos autorizam a venda.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1473/06/13
    Tipologia documental:
    Requerimento
    Nível:
    Documento simples

    Mor Gonçalves, mulher de Afonso de Borba, solicita autorização, aos clérigos da igreja de São Pedro de Évora, para vender o domínio útil de uma horta com dois ferragiais, da referida igreja, localizada na cidade, junto à Porta de Avis, a Pedro Afonso, hortelão, e a sua mulher, Beatriz Gonçalves, por cinco mil e duzentos reais.
    Os clérigos da igreja autorizam a venda.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1473/09/20
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de uma horta com dois ferragiais, da igreja de São Pedro de Évora, localizada na cidade, junto à Porta de Avis onde se encontra o chafariz do concelho, a Fernão Nunes Macho e a Constança Lopes, por quatrocentos reais e cinco galinhas, pagos pelo Natal e pelo São João.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1367/08/05
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença em torno do cumprimento das cláusulas testamentárias de Teresa Martins, viúva de Bartolomeu Pais, envolvendo o testamenteiro desta, os seus sobrinhos e o Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1395/05/26
    Tipologia documental:
    Procuração
    Nível:
    Documento simples

    João Salvado, tabelião geral, morador em Évora, encontrando-se preso, fez seu procurador Afonso Anes, morador em Évora, para que desse posse de uma herdade vendida a Fernão Gonçalves.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1442/08/30
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Rui Cotrim, escudeiro, em nome do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, solicita a Martim Casco, juiz ordinário da cidade, um traslado do testamento de João Rodrigues, escudeiro.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1376/08/??
    Tipologia documental:
    Requerimento
    Nível:
    Documento simples

    Requerimento que faz Sancha Esteves a um juiz, como procuradora de João Lourido. Este e sua mãe, Constança Anes, tinham ganho por sentença a posse de bens que disputaram com o mosteiro de São Bento de Cástris, que tinham sido de Branca Esteves, irmã de João Lourido e filha de Contança Anes, que fora freira professa no mosteiro e que já falecera. Sancha Esteves requere ao juiz que lhe dê a posse desses bens.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1376/08/04
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Em presença de Rui Lourenço, tabelião do rei, por autoridade do juiz Aires Pais, Sancha Esteves, moradora e vizinha da cidade de Évora, toma posse, em nome de João Lourido, seu sobrinho, de umas casas, localizadas em Évora, na travessa de Vivas Capelão.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1376/08/07
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Sancha Esteves, moradora em Évora, toma posse de uma horta no lugar do Cerdal em nome de João Lourido, seu sobrinho.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1404/03/31
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedro Esteves e sua mulher, Catarina Pires, testamenteiros de Contança Pires, vendem os bens deixados por esta a Vasco Domingues, criado do bispo, por oitocentos e vinte reais.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1412/12/12
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Venda de uma courela, localizada no termo de Évora, por Diogo Esteves e sua mulher, Maria Anes, moradores em Portel, a Vasco Domingues, morador em Évora por duzentos reais.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1406/09/02
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Testamento de Leonarda João (?), mulher viúva de Estêvão Anes, no qual deixa grande parte dos seus bens a pessoas particulares e alguns a instituições eclesiásticas de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1425/03/25
    Tipologia documental:
    Instrumento de Demarcação
    Nível:
    Documento simples

    Demarcação de uma azinhaga pública que fica entre as hortas do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora e os ferragiais do Cabido da Sé da mesma cidade.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/07/03
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    As freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora tomam posse de uma herdade que foi de Lopo Martins, cónego da Sé da referida cidade, que deixou a Inês Fernandes durante a sua vida, ficando posteriormente ao mosteiro. Face à morte de Inês Fernandes e dando cumprimentos às disposições testamentárias do referido cónego, o mosteiro toma posse da herdade.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/04/14
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Em virtude de Martim Ribeiro, escudeiro, que trazia emprazada uma herdade do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, ter falecido, as freiras do referido mosteiro solicitam ao juiz autorização para tomarem posse do referido imóvel.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1440/04/12
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Álvaro Vasques Tisnado, juiz ordinário, relativa a um processo entre as freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora e Vasco Martins Orelha, lavrador, morador em Évora, estado em questão a ausência do pagamento do foro da herdade da Alcorvisca, localizada nos termos de Évora e Redondo.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/10/16
    Tipologia documental:
    Petição
    Nível:
    Documento simples

    O procurador das freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora solicita a João Vasques de Pedroso, escudeiro, juiz ordinário de Évora, o traslado de uma carta régia relativa a um processo de apelação, que decorria na casa do cível de Lisboa, respeitante a um contencioso que Lopo Dias mantinha com o referido mosteiro, pela posse da herdade da Alcorvisca.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/08/22
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta de D. Duarte dirigida aos juízes de Évora, na qual informa ter recebido um instrumento público em que Lopo Dias, escrivão dos contos, alega a posse de uma herdade que pertenceu a Inês Fernandes, sua sogra.
    Considera, Lopo Dias, que o referido imóvel pertencia à sua mulher, Teresa Fernandes, filha de Inês Fernandes, herdeira legítima de todos os bens que pertenceram a sua mãe.
    Por outro lado, as freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora reclamam a posse da referida herdade, tendo por base a cláusula testamentária de Lopo Martins, cónego da Sé, que a considerando sua, a doou ao referido mosteiro.
    Assim, o monarca manda aos juízes que, com o acordo das partes, definam um dia para que os respectivos procuradores compareçam perante os sobrejuizes da casa do cível de Lisboa.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/10/04
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Na presença do juiz, João Vasques de Pedroso, o porteiro do concelho, João Gomes, afirma ter convocado Sancha Nogueira, procuradora do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, e Lopo Dias, para comparecerem, nos trinta dias seguintes, perante os desembargadores da casa do Cível de Lisboa.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1417/03/17
    Tipologia documental:
    Requerimento
    Nível:
    Documento simples

    A abadessa do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora solicita ao juiz do rei, Pedro Afonso de Buacos (?), que lhe mande passar o traslado de uma cláusula do testamento de Maria Anes, dita louseira, relativo ao referido mosteiro.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1462/04/06
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta dirigida aos juízes do concelho da vila de Redondo, pela qual se informa que, por decisão de João Cerveira, juiz ordinário de Évora, as freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora podem tomar posse de uma herdade, que foi de Lopo Martins, cónego da Sé de Évora.
    em virtude desta herdade, a que chamam Vale de Capela, se localizar no termo de Redondo, solicita-se aos juízes desta vila que mandem o seu alcaide dar posse da herdade às freiras do referido mosteiro.
    A decisão do juiz de Évora surge na sequência de um contencioso que as freiras do referido mosteiro mantiveram com os herdeiros de Lopo Martins, cónego da Sé de Évora.

    No verso do documento denominam a propriedade de Herdade de Alcorvisca.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1462/05/14
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Os juízes da vila de Redondo, em audiência, tomam conhecimento da decisão dos juízes de Évora, relativa à herdade do Vale da Capela, mandando o seu porteiro dar posse da referida herdade às freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1467/05/09
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Por ordem de Martim Esteves Boto, cavaleiro, juiz ordinário de Évora, Fernão Vasques Vieira, toma posse de uma herdade, localizada no termo de Évora, no Pigeiro, que foi de seu pai, Vasco Fernando Vieira.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1493/12/02
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Estêvão Fernandes, escudeiro, vereador e juiz, em ausência de Bartolomeu Gomes, juiz do rei em Évora, deu posse de uma herdade, localizada no termo de Évora e de Monsaraz, a Álvaro Rodrigues.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1494/01/10
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Rui Botelho, escudeiro do rei, procurador em Évora, em nome do mosteiro de São Bento de Cástris da referida cidade, solicita ao juiz que lhe mande passar o traslado do testamento de Lopo Martins Cargo.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1535/01/12
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento, em perpétuo, de uma adega, do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, localizada na travessa do Passarinho, que vai da rua do Cano para a rua de Avis, a Diogo Fernandes, sapateiro, e a sua mulher, Brites do Val, com obrigação de fazer obras de conservação.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1611/06/15
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Certidão com o traslado de uma provisão de Filipe II para que os almocreves e picadeiros possam vender duas arrobas de peixe às religiosas do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora mesmo antes de ser almotaçado, sem que por isso incorram nas penas das posturas.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1611/02/19
    Tipologia documental:
    Alvará
    Nível:
    Documento simples

    Alvará de Filipe II para que os almocreves e picadeiros possam vender duas arrobas de peixe às religiosas do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora mesmo antes de ser almotaçado, sem que por isso incorram nas penas das posturas.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1611/02/19 - 1615/11/11
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Certidão de Domingos Coutinho, escrivão da almotaçaria, onde traslada, na sequência de uma petição feita pelas religiosas do mosteiro de São Bento de Cástris, uma provisão para que os picadeiros e almocreves possam dar o necessário para o mosteiro antes de ser almotaçado. Copiada do livro das posturas que estava no juizo da almotaçaria e que tinha escritas provisões.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1646/03/05 - 1648/03/02
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Certidões sucessivas de notificação dos almotacés da câmara de Évora de que as religiosas de São Bento de Cástris de Évora possuem provisão régia que lhes permite obter duas arrobas de peixe antes deste ser almotaçado. Emitidas na sequência da petição das freiras.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1431/06/29
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    As freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora vendem a Salomão Macadano, judeu, e a sua mulher, Jamila, moradores na cidade, o domínio útil de umas casas, localizadas na judiaria nova da cidade, na rua da Milheira, por mil reais brancos, com a condição dos compradores pagarem, anualmente, ao cabido da Sé o foro estabelecido e ao referido mosteiro sete libras antigas pela Páscoa.

    O comprador apresentou uma carta de D. João I que o autorizava a fazer transacções com cristãos.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1387/02/24
    Tipologia documental:
    Instrumento de Demarcação
    Nível:
    Documento simples

    Bartolomeu Afonso, contador, procurador do concelho de Évora, por ordem de dona Maior, abadessa do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, e de João Anes e sua mulher, faz a divisão de uma vinha, localizada no termo da cidade, de dois tinos de madeira de pisar uva, duas covas de pão e umas casas e adega, localizadas na cidade, no arrabalde de São Mamede.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1387/09/01
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de um ferragial, do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, localizado no termo da cidade, junto à Fonte das Bravas, a João Esteves, filho de Estêvão Anes Trigueiro, morador na cidade, por quatro libras e meia de qualquer moeda, pagas em dia de Santa Maria de Agosto.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1456/03/22
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Mor Pais Perdigão, abadessa do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, em cima de uma besta, toma posse de umas courelas de vinha da capela de João Rodrigues, escudeiro.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1386/02/25
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    O procurador do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, toma posse de umas vinhas, no termo da cidade. Apresentou, para isso, uma sentença e um alvará do condestável (que são trasladados neste documento) onde era dada ao mosteiro a posse desses bens. O acto da posse faz cumprir a sentença e o alvará que foram entregues ao porteiro (?) do concelho para que colocasse o mosteiro na posse dos bens, o que acontece.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1459/06/01
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    João de Elvas, vassalo do rei e tabelião em Évora, por ordem de Gil de Oliveira, escudeiro e juiz ordinário em Évora, traslada em pública forma uma partilha de bens que ficaram por morte de Diogo Lopes Lobo, cavaleiro. O traslado foi solicitado por Mendo Afonso, morador em Évora, em nome da abadessa do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1487/05/05
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Foi apresentada, ao rei, uma carta, feita em Évora, pelo tabelião João Domingues, a 22 de Março de 1487, relativa a um processo entre Leonor Álvares, viúva de Álvaro Pais, e Fernando Eanes, escudeiro, criado de Gonçalo Falcão, estando em questão o pagamento de treze mil reais correspondentes a uma obrigação de dívida. A sentença foi dada pelo juiz de Évora, a qual obrigava o réu ao pagamento da dívida.
    O rei reafirma a sentença, dada pelos juiz de Évora, ordenando que se vendam os bens do réu no valor da dívida.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1471/08/22
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Martim Eanes, procurador do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, ordenou a Gil de Oliveira, juiz, e a Gil Vasques, porteiro, que dissessem a Martim Vaz, dito Martelo, que ele deveria dar seiscentos reais a Martim Afonso Filho.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1494/01/01
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Álvaro Rodrigues, escudeiro do rei e escrivão da casa da suplicação, refere ter sido julgado, pelo juiz de Évora, um processo entre Diogo Lopes, cavaleiro, e Gonçalo Eanes Viola, estando em questão uma doação feita por João Gomes, bacharel, e sua mulher, Leonor Mendes, moradores em Évora, a Luís Afonso, procurador dos feitos do rei, de uma herdade, localizada no termo de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1429/03/30
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Gonçalo Pires, criado de Luís Afonso procurador na Corte, toma posse de uma herdade, localizada no termo de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1357/11/28
    Tipologia documental:
    Instrumento de Partilhas
    Nível:
    Documento simples

    Domingos Migueis Sadanho e Lourenço Ramos, partidores jurados, por ordem de Fernando Gonçalves de Arca, escudeiro, juiz de Évora, dividem a herdade de Machede que era de Sancha Esteves, freira do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, e de Vasco Esteves.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1360/02/13
    Tipologia documental:
    Procuração
    Nível:
    Documento simples

    Vasco Esteves, escudeiro, apresenta um instrumento, assinado em Évora, por Vicente Domingues, tabelião da cidade, a 5 de Dezembro de 1357, no qual Mor Martins, mulher de Vasco Esteves, deu poder a seu marido e concordou com a partilha da herdade de Machede, localizada no termo de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1358/01/02
    Tipologia documental:
    Instrumento de Partilhas
    Nível:
    Documento simples

    Aquando da partilha, entre Sancha Esteves, freira do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, e Vasco Esteves, da herdade de Machede, localizada no termo de Évora, este comprometeu-se em entregar, a Sancha Esteves, 50 libras.
    Através deste documento, Vasco Esteves pretende entregar a referida quantia a Sancha Esteves.
    Devido ao facto de Sacha Esteves não receber o valor, este ficou em posse de Domingos Migueis Gadanho, por ordem do juiz.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1414/03/13
    Tipologia documental:
    Demanda
    Nível:
    Documento simples

    Demanda entre João Dias, tabelião, e Estêvão Fernandes Lobo, escudeiro, relativa à posse de parte de uma herdade, localizada no termo de Évora.
    João Dias acusa Estêvão Fernandes de se ter apoderado de parte da herdade.
    A referida herdade confronta com uma herdade do mosteiro de São Bento de Cástris da cidade e com Rodrigo Eanes do desembargo do rei, entre outros.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1527/09/23
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de umas casas, de Álvaro Rodrigues, cavaleiro da casa do rei, e de Filipa Chainha, moradores em Évora, localizadas em Évora, na rua do Tinhoso, a Pedro Fernandes, porteiro das sisas, e a Ana Fernandes, por mil reais, pagos pelo São João.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1390/11/03
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Mendo Afonso, vassalo do rei e seu juiz em Évora, e Gil Martins, corregedor entre tejo e odiana, entre Estêvão Eanes, alferes, morador e vizinho de Évora, e Pedro Grande, morador em Montemor-o-Novo, testamenteiro de André Esteves Azambujo, relativa à posse de uma herdade, localizada no termo de Montemor-o-Novo, em Santiago do Escoural.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1531/04/20
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizado entre as freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora e Diogo Lopes, licenciado, e Maria Álvares, moradores em Évora. Estes traziam aforadas uma casas de morada, do referido mosteiro, localizadas em Évora, no beco da rua da Selaria, em frente ao Aljube, por mil reais brancos, pagos pelo São João. Pedem às freiras do mosteiro para venderem o domínio útil das casas a Isabel Dinis, por dez mil reais brancos.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1376/07/31
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    As freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora solicitam a Aires Pais, juiz do rei em Évora, que mande o porteiro do concelho, Martim Galhardo, dar posse dos bens que ficaram ao mosteiro por morte de Clara Esteves, freira da referida casa monástica.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1472/04/08
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    João Fernandes, procurador de Diogo Lopes cavaleiro e escrivão do tesouro da Sé de Évora, e sua mulher, Isabel Soares, solicita a Gil de Oliveira, cavaleiro e juiz ordinário de Évora, a sentença relativa a um processo entre Diogo Lopes e sua mulher e Gonçalo Eanes Viola.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1473/03/01
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Vasco Martins de Sousa, cavaleiro da casa do rei e juiz ordinário de Évora, relativa a um processo entre Diogo Lopes e sua mulher, Isabel Soares, e Gonçalo Eanes Viola, estando em questão a posse de duas herdades, uma localizada no termo de Évora e outra no termo de Monsaraz.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1335/04/21
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    João Esteves que se dizia homem do rei, por mandado de Afonso Rodrigues (?), corregedor régio, na sequência de uma carta do referido corregedor, foi a umas casas na rua das Ouisias (?) que são de [...].
    No documento referem-se os nomes de Domingos Pires juiz dos [...], Pedro Anes, alfaiate, Maria Penela, Estevão Domingues (sobrinho de Bartolomeu Esteves) e Maria Pires.
    Diz-se que o João Esteves entregou as casas e umas vinhas a João Delgado procurador e homem de [...] Afonso, o que provava ser por procuração feita por João Lourenço, tabelião em Évora.
    Refere também, segundo parece, um juiz de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo ou de Nossa Senhora do Socorro de Portel
    Datas de produção/acumulação:
    1450/04/21
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Martim Vicente de Vila Lobos, cavaleiro e juiz do rei em Évora, entrega a Álvaro, pobre do oratório de Água dos Infantes de Portel, diversos traslados de cartas régias que concedem privilégios aos pobres do referido oratório.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo ou de Nossa Senhora do Socorro de Portel
    Datas de produção/acumulação:
    1439/09/14
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Álvaro Vasques Tisnado, juiz ordinário de Évora, apresentou a Gil, pobre da província da Serra de Ossa, e a Gomes, pobre do oratório de Água dos Infantes de Portel, o traslado de várias cartas régias, que concediam privilégios aos referidos oratórios.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Catarina de Montemuro
    Datas de produção/acumulação:
    1451/11/29
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Martim de Oliveira, juiz ordinário de Évora, entrega a Pedro Vasques, pobre o eremitério de Montemuro, o traslado de várias cartas régias que concediam privilégios à cidade de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1406/06/30
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Perante Fernão Lopes Lobo, escudeiro, juiz do crime em Évora, compareceu Lopo Fernandes, genro de Rui Gonçalves, carcereiro, e apresentou uma carta régia concedendo privilégios aos pobres da Serra de Ossa, nomeadamente a isenção do pagamento de certos tributos.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1408/04/24
    Tipologia documental:
    Alvará
    Nível:
    Documento simples

    Perante Vasco Gonçalves do Vinhal, juiz do cível em Évora, compareceu Gil Martins, pobre da Serra de Ossa, em seu nome e dos outros pobres, e mostrou um alvará régio que autoriza o tabelião a fazer o traslado de umas bulas.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Margarida do Aivado de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1426/08/24
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Perante João Vasques de Pedroso, juiz do rei em Évora, compareceu Martinho, pobre do eremitério de Santa Margarida, que solicitou o traslado de uma carta régia que concede mercês aos pobres da Serra de Ossa, colocando-os sobre a sua guarda, isentando-os do pagamento de peitas e fintas e concedendo-lhe outros privilégios.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1434/02/25
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta régia de D. Duarte confirmando privilégios, concedidos por D. João I, a João Fernandes e a todos os outros pobres da Serra de Ossa, isentando-os do pagamento de certos tributos.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Margarida do Aivado de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1434/03/28
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Perante Mem Rodrigues, juiz do rei, compareceu Gomes, pobre do mosteiro de Santa Margarida do Aivado de Évora, que apresentou uma carta de D. Duarte a qual confirmava os privilégios concedidos por D. João I a João Rodrigues, da pobre vida, criado do rei, e a outros pobres da Serra de Ossa.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1439/08/07
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta régia que confirma os privilégios concedidos aos pobres do mosteiro da Serra de Ossa, nomeadamente a isenção do pagamento da sisa e da portagem para os produtos que vendessem não só em Évora, mas também em outros locais.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1439/09/14
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Perante Álvaro Vasques Tisnado, escudeiro, juiz ordinário de Évora, compareceu Gil, pobre do mosteiro da Serra de Ossa, solicitando o traslado de uma carta régio de privilégio de D Afonso V, confirmando os privilégios concedidos por os anteriores monarcas.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1440/12/10
    Tipologia documental:
    Alvará
    Nível:
    Documento simples

    Perante Martim Mendes Cerveira, juiz do rei em Évora, compareceu Gil, pobre do mosteiro da Serra de Ossa, solicitando o traslado de uma carta de D. Afonso V, na qual se isentava o mosteiro de pagar a sisa da venda de uma herdade.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1440/04/25
    Tipologia documental:
    Alvará
    Nível:
    Documento simples

    Alvará do infante D. Pedro dirigido aos juízes e homens bons do concelho de Évora, na qual se refere que os pobres da Serra de Ossa têm uma casa em Évora, na qual residem quando se encontram na cidade. Os referidos pobres queixam-se de que pobres de outros lugares e outras pessoas lhes batem às portas da casa.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1440/12/10
    Tipologia documental:
    Alvará
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de um alvará régio referente a privilégios concedidos aos pobres da Serra de Ossa. O traslado é solicitado por Gil, da pobre vida, estante na província da Serra de Ossa, a Martim Mendes Serveira, juiz pelo rei em Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1409/12/29
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Perante Afonso Pires Carazim, juiz do cível, cavaleiro, compareceram os pobres do mosteiro da Serra de Ossa, solicitando o traslado de uma carta de D. João I, em que se concede isenção do pagamento de sisa, portagem e outros tributos.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1408/04/24
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Perante Vasco Gonçalo do Vinhal, escudeiro, juiz do cível em Évora, compareceu Gil, pobre da Serra de Ossa, solicitando o traslado de várias bulas. É apresentada uma carta de D. João I, datada do mesmo dia, a autorizar o tabelião João Dias a efectuar os traslados.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Margarida do Aivado de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1450/05/04
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Em presença de Martim Vicente de Vila Lobos, cavaleiro, juiz do rei em Évora, compareceu Pedro, pobre em Santa Margarida do Aivado do termo de Évora, solicitando o traslado de uma carta de D. Afonso V que confirma certos privilégios.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Cruz de Rio Mourinho
    Datas de produção/acumulação:
    1450/04/18
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Perante Martim Vicente de Vila Lobos, cavaleiro, juiz do rei em Évora, compareceu Vasco, pobre da Serra de Ossa, solicitando o traslado de certos privilégios.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Cruz de Rio Mourinho
    Datas de produção/acumulação:
    1450/03/21
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Perante Martim Vicente de Vila Lobos, cavaleiro, juiz do rei em Évora, compareceu Fernando, em nome dos pobres do termo de Montemor-o-Novo, solicitando o traslado de uma carta de privilégios de D. Afonso V. Através desta carta o monarca dava, aos referidos pobres, os mesmo privilégios que foram concedidos aos da Serra de Ossa.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santo Onofre de Vale Abraão
    Datas de produção/acumulação:
    1450/05/01
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Em presença de Martim Vicente Vila Lobos, juiz do rei em Évora, compareceu Pedro, pobre da Província de Vale do Abraão da Serra de Ossa, solicitando o traslado de uma carta de D. Afonso V pela qual se concedem alguns privilégios.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Catarina de Montemuro
    Datas de produção/acumulação:
    1455/01/08
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de uma carta régia de D. Afonso V de priviliégio aos pobres do eremitério de Montemuro, datada de 23 de Dezembro de 1449, e de duas cartas do mesmo rei de confirmação de privilégios aos pobres da serra de Ossa, datadas de 18 de Fevereiro de 1450. Trasladadas a pedido de Luís Galvão, pobre do lugar de Montemuro, feito a João Serveira, escudeiro e juiz ordinário em Évora.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1374/01/12
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Vasco Gonçalves Lobo, escudeiro, solicita o traslado da carta pela qual aforou dois portais de casas da igreja de Santiago de Évora.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1446/01/30
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de uma courela de vinha, da igreja de Santiago de Évora, localizada no termo da cidade, em Vale de Romão, a Afonso Vasques Gato e a Catarina Abelha, moradores em Évora, por três libras e meia antigas, pagas pelo São Martinho.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1465/01/29
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Diogo Afonso, meio cónego da Sé de Évora e vigário geral do bispo da mesma cidade, relativa a um processo entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e o concelho da mesma cidade, estando em questão o uso de um chão por parte da referida igreja.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    ????/??/??
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Parece ser um instrumento de posse de umas casas na rua do Raimundo em Évora que foram deixadas em testamento ao convento de São Bento de Cástris de Évora.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1362/05/28
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dos almotacés da cidade de Évora relativa a uma demanda entre João Pires, procurador da abadessa do convento de São Bento de Cástris de Évora, e Estevão Domingues [...], morador em Évora, que trazia aforadas umas casas do convento, na rua do Raimundo, de que devia dar todos os anos quarenta soldos por ano, mas que os não pagava havia sete anos.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1506/09/30 - 1509/01/24
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    O documento explica o processo pelo qual duas missas cantadas que primeiramente deviam ser ditas no convento de São João Evangelista (Lóios) de Évora passaram a ser efectuadas no convento de São Francisco, na sequência de um requerimento de um dos testamenteiros de Maria Godinho. A defunta, viúva de Nuno Lourenço, cujo testamento é trasladado e que fora feito em Évora a 30 de setembro de 1506, pelo tabelião João Anes, tinha instituído duas capelas. Uma no convento de São Francisco de Évora e outra no convento de São João Evangelista (Lóios) de Évora.Como os frades de São João disseram que não podiam aceitar o encarrego este passou para os de São Francisco. Foram deixados para as missas quatro moios de trigo e um de cevada na herdade da Azaruja (?) junto à fonte das Groceiras. Os testamenteiros eram Diogo Fernandes, requeredor das sisas das carnes e Luís Fernandes, sobrinho de Nuno Lourenço.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1518/03/10
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Jorge Dias Estaço (?), escudeiro e cidadão de Évora, como sucessor de Diogo Fernandes, testamenteiro de Maria Godinho, toma posse da herdade da Azaruja (?) que era da capela que aquela instituíra no convento de São Francisco de Évora. A posse é-lhe dada por ordem do licenciado Pais (?) Dias, juiz de fora em Évora, à vista do testamento de Maria Godinho que é apresentado por Álvaro Velho, escudeiro do rei, num livro de tombo escrito em pergaminho que tinha as propriedades e coisas do mosteiro de São Francisco.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1499/11/06
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação que fazem Diogo Afonso, caldeireiro, e sua mulher, Maria Anes, à igreja de Santiago de Évora, de uma panasqueira, situada além de São Bento, que traziam aforada por vinte soldos antigos, pagos pelo São Martinho, porque a não podiam adubar. Os raçoeiros voltam a aforar a panasqueira a João Álvares, porteiro da câmara, e a sua mulher, Catarina Afonso.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1423/08/17
    Tipologia documental:
    Cláusula de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado em pública forma de claúsulas do testamento de Pedro Esteves Galego, lavrador, que fora morador em Évora e que redigira o documento em 28 de Fevereiro da Era de 1443. Nele fez sua alma por herdeira de seus bens. Deixa aos gafos parte da herdade da Murteira para rezarem uma missa por sua alma e determina que a mesma seja dita no convento de São Francisco de Évora. deixa também aos gafos parte do seu poço novo da casa do Moinho de Vento, com seu quintal, e parte das vinhas e covas de ter pão. O traslado é solicitado por mestre Afonso de Oliveira, freire e guardião do convento de São Francisco de Évora, ao juiz do crime da cidade, Vasco Rodrigues Façanha, escudeiro. O guardião do convento assume o encargo de dizer a missa pela alma do defunto mas refere que não tinham como obrigar os gafos a pagarem-lhe o trabalho pelo que pede este traslado para segurança do convento. As claúsulas são copiadas pelo tabelião do testamento registado num seu livro de notas.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1455/05/15
    Tipologia documental:
    Acordo
    Nível:
    Documento simples

    Acordo entre os frades do convento de São Francisco de Évora e Vasco Afonso Anes, escudeiro e juiz dos orfãos em Évora, administrador da capela de Sancha Anes que fora instituída no convento. Os frades tinham uma demanda com administrador relativa a uma herdade no termo de Lavar; outra na Abóbada, termo de Évora; e outra no termo de Viana onde chamam a Espadaneira. Sancha Anes determinara num compromisso que o convento obtivesse cada ano duas partes das novidades que as herdades dessem, para uma capela que lhe haviam de cantar, e o administrador teria a outra parte. Porém já havia muitos anos que o adminsitrador não fazia o pagamento devido ao convento. Para resolução da demanda os frades dão Vasco Afonso por quite do que lhes devia dos anos anteriores e ele daria as herdades a lavradores que as aproveitassem e lavrassem com a condição que o mosteiro passasse a receber a renda devida.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1414/05/06
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Venda que fazem Vicente Domingues, lavrador, morador em Salvaterra de Magos e sua mulher, Catarina Anes, a Gonçalo Martins, lavrador, morador no termo de Évora, de uma vinha no termo desta cidade, no Penedo do Ouro, no caminho da azinhaga dos Mouros, por cinco mil reais de três libras e meia o real, com encargo de foro de trinta e cinco soldos da moeda antiga pago a João Álvares de Oliveira em cada ano.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1432/03/07
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Doação que faz Margarida Anes, viúva de Martim dos Santos, moradora em Évora, a Gomes de Adela, porteiro do concelho de Évora, e sua mulher, Maria Nabais, de uma vinha pelas boas obras que deles sempre recebeu. A vinha era foreira à igreja de Santiago de Évora em dez soldos da moeda antiga e o dízimo pagos pelo São Martinho.
    A 10 de Março de 1432 a doação é confirmada por Gil Martins, prioste e raçoeiros de Santiago nas suas próprias casas.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1515/08/21
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Por mandado de uma carta régia de D. Manuel enviada a João Pires, escudeiro do rei, é vendido em pregão um foro de um olival e terra, situado no termo de Moura, foreiro ao convento de São Francisco de Évora em seis alqueires de azeite e dois de azeitona retalhada, de que era foreiro Martim Fernandes Guerreiro, morador em Moura. Na sequência do pregão apurou-se que quem mais dava pelo foro era Mor Pires, feira do convento de Santa Clara de Évora, que nele lançara seis mil e novecentos reais através de Gil Pereira, a quem o olival foi arrematado. O documento transcreve a carta régia emitida em Lisboa a 18 de Março de 1514 e aí se ordena também a venda de umas casas e de um lagar de vinho em Moura que eram do convento de São Francisco e que não tinham obrigações. O rei determina que tudo devia ser vendido em pregão e o dinheiro aplicado nas necessidades do convento, bem como o que sobrasse das obrigações da capela de Sancha Anes e todas as outras rendas. Diz também que a venda se efectuaria com ordem do vigário provincial da ordem. No documento se transcreve também essa autorização de frei Francisco de Lisboa dada a 21 de Agosto de 1515.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1379/07/19
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença de Vasco Gonçalves, vassalo do rei e seu juiz na cidade de Évora, relativa a demanda existente entre Afonso Anes Maceira, como administrador dos bens da capela de Rodrigo Airas de Veiros, e Vasco Anes, comendador da comenda de Mendo Marques, morador em Évora. Rodrigo Airas tinha deixado muitos bens no termo de Évora e na cidade e em outros lugares, entre eles uns pardieiros em Évora na rua que vai da sapataria (?) para São Pedro que deviam pertencer aos provedores das capelas (função que o Afonso Anes Maceira desempenhava) mas o comendador tinha tomado posse dos pardieiros. O juiz manda que os deixe.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1400/01/13
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença de Gil Gonçalves, juiz do rei em Évora, relativa à demanda entre Martim Geraldes, procurador do número nas agências (?) da cidade e provedor da capela de Rodrigo Airas, e Estevão Martim Vaqueiro [...], morador em Évora, relativa a umas vinhas no termo da cidade, à Vila Fria.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1366/08/20
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de uma vinha da capela de Rodrigo Aires, instituída no convento de São Francisco de Évora, localizada no termo de Estremoz, no Vale de Frades, a Lopo Afonso, Joana Pechim, Vicente Fernandes e Dona Clara, moradores em Estremoz, por um quarto da produção.

    Segundo o testamento de Rodrigo Aires, os provedores da capela deveriam ser nomeados, anualmente, pelos oficiais concelhios de Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1366/09/12
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    João Afonso, ourives, provedor dos bens da capela de Rodrigo Aires, filho de Aires Afonso, cavaleiro, por autorização dos juízes e vereadores do concelho de Évora faz o seguinte aforamento:

    Aforamento de uma vinha da capela de Rodrigo Aires instituída no convento de São Francisco de Évora, localizada no termo de Estremoz, na horta de Rodrigo Aires, a Lourenço Vasques, hortelão, e Margarida Martins, moradores em Estremoz, por um quarto da produção de vinho.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1530/05/29
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Perante Luís Mendes de Oliveira, fidalgo da Casa Real e juiz dos orfãos em Évora, Fernando de Macedo, também fidalgo da Casa Real, morador em Évora, vende uma parte e quinhão na herdade que chamam dos Lucas, termo de Arraiolos, que consiste em mais de um moio de pão por ano, aos filhos de D. João de Castro, já falecido, por cinquenta e oito mil reais brancos. Os compradores chamavam-se D. Fernando, D. Isabel e D. António e eram orfãos.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1528/08/07
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Venda que faz, com autorização do juiz dos orfãos, D. Guiomar de Sousa, viúva de Jerónimo Lopes de Almeida, e seus filhos e filhas, de quem é tutora e curadora, de um quinhão de herdade localizada no termo de Évora, que se chama a herdade do Álamo, a Pedro Gomes Teixeira e sua mulher, Catarina Rodrigues de Carvalho, por noventa mil reais brancos. Os vendedores são representados por Henrique de Almeida e Cide de Sousa, irmãos e filhos da referida Guiomar de Sousa.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1510/06/12
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Pedro Dias, escudeiro, morador em Évora, procurador do mosteiro de Santa Clara toma posse do quinhão que ficou ao mosteiro na herdade da Pontega por morte de Catarina de Gois.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1446/02/15
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado do testamento de Maria Eanes, viúva de Afonso Martins Dade, moradora e vizinha de Évora solicitado por João Afonso, prior da igreja de Santiago de Évora, a Álvaro Pires Fuseiro, juiz do crime.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1388/09/24
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Testamento de Maria Eanes, viúva de Afonso Martins Dade, moradora e vizinha de Évora.

    Principais disposições:

    Sepultura na igreja de Santiago de Évora, junto a seus filhos e ofícios divinos pela sua alma.
    O Cabido da Sé de Évora deverá acompanhar o seu corpo desde seu casa até à sepultura na igreja de Santiago.
    Pede diversos ofícios divinos aos bacharéis da Sé, aos conventos de São Francisco e São Domingos e a outras igrejas.

    Bens legados presentes no testamento:

    Deixa a Teresa Pires, criada de seu pai, um dos seus pelotes.
    Deixa a Vasco Martins, raçoeiro da igreja de São Pedro de Évora, vinte soldos.
    Deixa um cálice e uma vestimenta à igreja de Santiago de Évora.
    Deixa às suas sobrinhas, filhas de Gil Domingues narizes, cem libras para os seus casamentos.
    À sua criada Iria deixa uma capa, um almadraque, um cacedia, dois cabeçais, dois lençóis e uma manta para o seu casamento.
    A margarida deixa um cacedia e um cabeçal para quando casar.
    Institui uma capela na igreja de Santiago de Évora com os seguintes bens anexados: a herdade de Almançor e uma horta.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1367/08/09
    Tipologia documental:
    Nomeação
    Nível:
    Documento simples

    Nomeação de Afonso Anes Maceira como administrador da capela instituída no convento de São Francisco de Évora por Rodrigo de Airas (filho de Aires Afonso de Veiros) em substituição de João Afonso, ourives.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1368/01/08
    Tipologia documental:
    Instrumento de Consentimento
    Nível:
    Documento simples

    Instrumento que autoriza Afonso Anes Maceeira, provedor da capela de Rodrigo Airas (filho de Afonso Aires de Veiros), a ir a Estremoz estabelecer contratos relativos às herdades, localizadas no termo de Estremoz, pertencentes à referida capela e a fazer partilhas nas mesmas.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1525/01/04
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    A Santa Casa da Misericórdia de Évora vende por arrematação, uma herdade, situada no termo de Évora, onde chamam Benassilbe (?), ao mosteiro de Santa Clara de Évora, por trinta e sete mil e duzentos reais, com obrigação de dar um moio de trigo a Filipa de Melo, freira no mosteiro.
    A herdade foi deixada à Misericórdia por testamento de Aires de Melo, fidalgo da Casa Real e seu capelão, de quem o provedor da Misericórdia era testamenteiro.
    Arrematação feita por carta de recomendação de D. João III datada de 06 de Novembro de 1524.
    O mosteiro de Santa Clara é representado pelo licenciado Pedro Gomes Teixeira, seu procurador.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1397/04/08
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de uma sentença e de uma carta régia feito a pedido de frei Mendes, guardião do convento de São Francisco, e de frei Diogo, frade professo. O traslado é solicitado a Afonso Esteves, vassalo do rei e seu juiz em Évora. O conteúdo é relativo a um processo entre Pedro Sanches, escudeiro, morador em Évora e testamenteiro de Lopo Rodrigues Fuseiro, e os frades do convento de São Francisco de Évora, estando em questão o testamento de Lopo Rodrigues Fuseiro. A sentença trasladada data de 30 de Outubro de 1395 e, por sua vez, traslada o testamento, datado de 29 de Maio de 1395. Esta sentença com o testamento incluído já fora trasladada a 06 de Novembro de 1395 é apresentada neste acto por Pedro Sanches. A carta régia está datada de 08 de Março de 1397.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1379/06/17
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Vasco Gil, vassalo do rei e seu juiz em Évora, relativa a um processo entre Afonso Eanes Maceira, procurador na cidade e provedor e administrador dos bens que foram de Rodrigo Aires de Veiros e Vasco Eanes, comendador de Mendo Marques, morador na cidade, estando em questão a posse de uns pardieiros, localizados na cidade, na rua que vai da sapataria para São Pedro.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1385/04/03
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de uma vinha, de Gonçalo Esteves Cigarro e Catarina Gil, moradores e vizinhos de Évora, localizada no termo da cidade, junto ao Xarrama, a Domingos Eanes e a Maria Lourenço, moradores e vizinhos da mesma cidade, por quatro libras, pagas pelo Natal.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1379/06/09
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Afonso Anes Maceira, morador em Évora, pede a Vasco Gil, juiz do rei, que por uma sentença que apresenta o mande pôr de posse de uns, pardieiros o que o juiz ordenou que se fizesse pelo porteiro do concelho.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1459/03/20
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Por ordem régia, Pedro Afonso, almoxarife de Estremoz, manda colocar em pregão uma vinha, localizada no termo de Évora, que Martim Lourenço, fiador das sisas do ano anterior, trazia aforada da igreja de Santiago de Évora, por vinte e oito soldos antigos e duas galinhas, pagos pelo São Martinho.
    A vinha foi arrematada por Lopo Vasques, pomareiro, por cinco mil reais brancos, com o encargo do foro.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1494/09/03
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    João Fernandes, escudeiro do rei e escrivão dos vinhos de Évora, e Constança Gonçalves, sua mulher traziam aforadas umas casas, localizadas em Évora, na rua do Tinhoso, por setenta e dois reais e duas galinhas, pagos pela Páscoa e pelo Natal.
    Os referidos foreiros alegando não poderem cumprir as condições imposta no contrato, pedem que o prior lhes receba as casas de encampação.
    Aceite a encampação, o prior aforou as referidas casas a Diogo Pires e a Isabel Fernandes, sua mulher, pelo foro pago pelos anteriores foreiros.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1414/06/17
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Lopo Afonso, escudeiro, e Constança Eanes, sua mulher, moradores em Sintra, traziam aforadas uma casas, da igreja de Santiago, localizadas em Évora, na rua do Cendal, por três libras antigas, pagas pelo Natal.
    Após lhe ter sido concedida a autorização para realizar a transacção, o foreiro vende o domínio útil das casas a Lopo Esteves, criado do Condestável, e a Inês Gonçalves, por trinta e cinco libras.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1410/02/24
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação realizada entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e João de Santarém e Maria Esteves, sua mulher, moradores em Évora.
    Estes traziam aforadas três courelas, da referida igreja, localizadas no termo de Évora, no chafariz de Mor Mendes, por três libras antigas, pagas pelo Natal.
    Os foreiros, alegando não poderem cumprir as cláusulas impostas no contrato, pedem que os clérigos lhes recebam as courelas.
    Aceite a encampação, é feito novo aforamento a João Vasques, atafoneiro, e a João Eanes, sapateiro, moradores em Évora, ficando cada um deles com uma courela e meia, por trinta soldos antigos de foro, pagos pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1399/12/03
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado do testamento de Madalena Lourenço, autorizado por Gil Gonçalves, juiz do rei em Évora, a pedido de João Afonso, genro do Ravasco.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1452/01/15
    Tipologia documental:
    Acordo
    Nível:
    Documento simples

    Álvaro Eanes, escudeiro do rei e escrivão da portagem, e Guiomar Dias, moradores em Évora, traziam aforada uma vinha, da igreja de Santiago de Évora, localizada no termo da cidade, em Vale de Romão, por quarenta soldos antigos, pagos pelo São Martinho.
    Os clérigos da igreja consideram que o contrato não é vantajoso para a igreja e que, anteriormente, já tinha existido uma demanda entre a igreja e os foreiro perante o vigário da cidade.
    Os clérigos para além do foro pretendiam receber também o dízimo da produção.
    Estabelece-se um acordo em que os foreiros ficam a pagar trinta soldos antigos e o dízimo de toda a produção.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1409/11/07
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de dois ferragiais, da igreja de São Pedro de Évora, a Vasco Anes, dito de Lamego, e a sua mulher, Beatriz Anes, moradores em Évora, por duzentos reais e duas galinhas, pagos pelo São Miguel.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1505/07/26
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado em pública forma do testamento de Guiomar Rodrigues, mulher de Fernão Salvado, escudeiro do duque de Bragança, morador na cidade, solicitado por Estevão Rodrigues, escudeiro da rainha D. Leonor, morador em Évora, a Henrique de Macedo, fidalgo da casa do rei, juiz na ausência de Diogo Fernandes, juiz na cidade.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1475/03/17
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizado entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Pedro Estaço, escudeiro do rei, e Guiomar de Carvalhais, moradores na cidade, que traziam aforadas umas casas, da referida igreja, localizadas na cidade, por nove reais brancos e dois pretos, pagos pela Páscoa.
    Os foreiros pedem autorização à igreja para venderem o domínio útil das casas a Isabel, a Afonso e a Diogo, órfãos, filhos de Mem Gonçalves, escudeiro do arcebispo de Braga, por sete mil reais brancos.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1379/11/13
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Doação de uns foros de umas casas, localizadas em Évora, na rua do Raimundo, feita por Garcia Domingues, viúva de Vasco Lourenço Raposo, moradora na cidade, à igreja de Santiago da mesma cidade, com a condição dos clérigos celebrarem certos aniversários pela sua alma e pela alma de seu marido.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1402/08/04
    Tipologia documental:
    Escambo
    Nível:
    Documento simples

    Escambo realizado entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Rodrigo Eanes, criado de João Afonso escrivão do concelho, e Margarida Vasques, moradores na cidade.
    Os primeiros cedem uma casas, localizada em Évora, na rua do Barroso, recebendo em troca uma vinha, localizada no termo da cidade, no caminho da Tourega, na Água da Silveira.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1451/10/13
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizada entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Fernando Afonso Belver e Beatriz Lourenço, que traziam aforadas umas casas, da referida igreja, localizadas na cidade, por doze soldos e meio antigos, pagos pela Páscoa.
    Os foreiros pedem autorização à igreja para venderem o domínio útil das casas a Aires de Almeida, escudeiro, criado do rei, e a Catarina Pires, por dois mil e quinhentos reais brancos.
    Os clérigos autorizam a transacção.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1489/08/27
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Frei José Terneiro, frade do convento de São Francisco de Évora e testamenteiro de frei João Nogueiro, frade do mesmo convento, para dar cumprimento às disposições testamentárias, mandou meter em pregão, por Gonçalo Rodrigues Rascão, porteiro do concelho, umas casas, para venda.
    As casas foram compradas por Lopo Velho, morador em Évora, em nome de Maria Fonseca, pobre de Santa Marta, por quatro mil reais brancos.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1448/05/10
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizada entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Mor Rodrigues Coeira, moradora na cidade, que trazia aforadas umas casas, da referida igreja, localizadas na cidade, na rua de Alconchel, por dez soldos antigos, pagos em dia de Santa Maria de Agosto.
    A foreira pede autorização à igreja para vender o domínio útil das casas a João Vasques, carcereiro que foi do Concelho, e a Catarina Eanes, por mil reais brancos.
    Os clérigos autorizam a transacção.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1479/08/23
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Doação feita por Isabel Pires, viúva de Estêvão Rodrigues, mercador, moradora em Évora, às freiras do convento de Santa Clara de Évora,de uma casas, localizadas na mesma cidade, na rua das Boroas.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1438/09/16
    Tipologia documental:
    Encampação
    Nível:
    Documento simples

    Encampação feita à igreja de Santiago de Évora, de uma casa e celeiro na rua de Pedro de Castro, alcaide pequeno, de que recebiam de foro vinte soldos, no Natal.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1420/10/30
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Pedro Dias de Espinho, vassalo do rei, ouvidor da comarca de Entre Tejo e Odiana, relativa a um processo entre o convento de São Francisco de Évora e [...] Afonso, juiz dos resíduos, estando em questão a instituição de uma capela no referido convento.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1432/09/22
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Certidão em que se traslada uma doação feita por Mateus Jacob e João Domingues, aos pobres do mosteiro da Serra de Ossa.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1513/10/18
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Venda que fazem Diogo de Goios, cavaleiro da ordem de Santiago, e sua mulher, Guiomar Freire, ao convento de Santa Clara de Évora, de umas casas coladas ao convento, por vinte cinco mil reais. As casas eram foreiras à igreja de São Pedro de Évora em quinhentos reais e são compradas pelo convento mediante autorização dada por alvará régio apresentado no acto por frei Francisco, capelão do convento.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1504/01/04
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Pedro (?) Dias (?), escudeiro de [...], procurador do convento de Santa Clara de Évora, toma posse de um foro numas casas na rua de Alconchel.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1527/05/02 - 1527/05/25
    Tipologia documental:
    Auto de Avaliação
    Nível:
    Documento simples

    Carta testemunhável com o traslado dos autos de avaliação que o Dr. Diogo de Andrade, corregedor com alçada pelo rei na comarca de Entre Tejo e Guadiana e além de Guadiana, mandou fazer várias moradas de casas junto ao convento de Santa Clara de Évora. O traslado é solicitado por Leonor de Melo, abadessa do convento ao mesmo corregedor. Contém o documento também os instrumentos de posse de várias dessas casas que estavam habitadas e eram foreiras a outras instituições mas foram expropriadas a favor do convento e a abadessa paga aos proprietários os valores pelos quais foram avaliadas.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1529/05/11
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Frei Amador, frade da Ordem de São Francisco e capelão do convento de Santa Clara de Évora toma posse de umas casas que foram tomadas a Fernando Eanes Forgão por ordem de Garcia de Magalhães, fidalgo da casa real e juiz pela ordenação em Évora, na ausência do licenciado Gil Vaz Bugalho, juiz de fora.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1529/06/10
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Gil Pereira, cavaleiro da casa real, morador em Évora e feitor do convento de Santa Clara de Évora toma posse de umas casas que foram tomadas a Álvaro Dias Gato e que eram foreiras à igreja de São Pedro de Évora, por ordem do licenciado Gil Vaz Bugalho, juiz de fora.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1529/08/31
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Gil Pereira, cavaleiro da casa do rei e feitor do convento de Santa Clara de Évora toma posse de umas casas, que foram tomadas a Inês Gomes, por ordem de Garcia de Magalhães, fidalgo da casa real e juiz e vereador em Évora, em lugar do licenciado Gil Vaz Bugalho, juiz de fora.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1529/08/31
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Gil Pereira, cavaleiro da casa real e feitor do convento de Santa Clara de Évora toma posse de umas casas, que foram tomadas a João Tomás, por ordem de Garcia de Magalhães, fidalgo da casa real e juiz pela ordenação em Évora, na ausência do licenciado Gil Vaz Bugalho, juiz de fora.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1533/04/09
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Frei Amador, frade da Ordem de São Francisco e capelão do convento de Santa Clara de Évora toma posse de umas casas, que foram tomadas aos filhos de Brás de Moura, por ordem do licenciado Manuel Mergulhão, juiz dos orfãos em Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1460/01/09
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Frei Afonso Galvão, guardião do convento de São Francisco de Évora, solicita, ao juiz ordinário da cidade, o traslado de um documento relativo a uma capela instituída por Constança Anes, no referido convento.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1460/10/20
    Tipologia documental:
    Compromisso
    Nível:
    Documento simples

    Luís Vasques da Ponte, renuncia aos compromissos assumidos enquanto testamenteiro de Contança Afonso Burceira, entregando os bens da referida Constança Afonso Burceira ao convento de São Francisco de Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1495/10/15
    Tipologia documental:
    Cláusula de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Testamento de Brites Rodrigues, no qual deixa alguns dos seus bens aos conventos de São Francisco, São Domingos e São João Evangelista de Évora, ao convento de São Francisco de Estremoz e a outras pessoas particulares.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1497/09/01
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    O padre João de Santa Maria, reitor da casa de São João, solicita a Lopo de Barros, escudeiro, juiz do rei na cidade de Évora, o traslado de testamento de Brites Rodrigues, feito a 15 de Outubro de 1495.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1510/07/10
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado em pública forma do testamento de Brites Pires, solicitado por João Pires, escudeiro do rei, morador em Évora, irmão da defunta, a Pedro Vaz, bacharel em leis e juiz por mandado do rei.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1503/07/28
    Tipologia documental:
    Cláusula de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de claúsula do testamento de Fernão Brandão, fidalgo, que fora morador em Évora, em que deixa a sua mulher o seu ferragial do Toucinho, à porta de Machede, e por morte daquela a seu filho mais velho, Diogo Lopes, e por sua morte a seus descendentes, mas com a obrigação de darem ao convento de São Francisco de Évora, por sua alma, trinta alqueires de trigo por ano. O traslado é solicitado por frei Rodrigo de Vilalobos, do referido convento, ao licenciado Pedro Lourenço, escudeiro da casa do rei e juiz por ele em Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1503/08/08
    Tipologia documental:
    Cláusula de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de claúsula do testamento de Mor Eanes, que fora mulher de Antão Gonçalves, escudeiro do rei, em que deixa ao convento de São Francisco de Évora uma vinha isenta na Retorta, termo da cidade, para que digam em cada ano uma missa pela sua alma e pela alma de seus pais. O traslado é solicitado por frei Rodrigo de Vilalobos, do referido convento, ao licenciado Pedro Lourenço, escudeiro da casa do rei e juiz por ele em Évora.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1506/10/12
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado do testamento de Maria Godinho, viúva de Nuno Lourenço, em que deixa bens aos convento de São Francisco de Évora. O traslado é solicitado por Diogo Fernandes, requeredor das causas, e por Luís Fernandes, sobrinho de Nuno Lourenço, a Martim Homem, cavaleiro da casa real e juiz por comissão de Diogo Fernandes, escudeiro e juiz.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1506/09/30 - 1509/01/24
    Tipologia documental:
    Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Processo referente ao testamento de Maria Godinho, mulher de Nuno Lourenço, datado de 30 de Setembro de 1506, em que deixou dois moios de trigo na herdade da Azenha aos frades do convento de São João Evangelista de Évora, com obrigação de lhe dizerem uma missa cantada aos Sábados. Porém, estes disseram que não podiam aceitar o encarrego. Assim, os frades do convento de São Francisco aceitaram a obrigação, uma vez que na sua igreja estava sepultada a defunta e já lhe diziam missas à Sexta-feira.
    Ao longo do processo são referidos Diogo Fernandes, requeredor das causas de Évora, e Luís Fernandes, sobrinho de Nuno Lourenço (ambos testamenteiros da defunta; Martim Homem, cavaleiro da casa real e juiz por comissão de Diogo Fernandes, escudeiro da casa real e juiz na cidade; Sebastião Vaz, escudeiro do rei, juiz, provedor dos resíduos e provedor das capelas e hospitais e orfãos da comarca.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    Século(s) XIV
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento que fazem os raçoeiros da igreja de Santiago de Évora a Lourenço Esteves, porteiro da cidade, uma vinha no caminho do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, no foro de Mor Mendes, por vinte soldos e o dízimo.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1512/05/12
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento que fazem os raçoeiros da igreja de Santiago de Évora a Afonso (?) Gomes, trabalhador, de uma casa com seu quintal na rua da Palmeira, por duas galinas boas, pagas pelo São João Baptista.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1358/10/25
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em duas vidas, de uma casa, da igreja de Santiago de Évora, localizada na cidade, na rua de Santiago, a Guilherme Martins, morador na mesma cidade, por trinta soldos, pagos pela Páscoa.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1440/08/19
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Os pobres do mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa solicitam a Martim Mendes Carveira, juiz de Évora, o traslado de uma doação feita ao referido mosteiro, por Diogo Alvares da Silveira e sua mulher, moradores em Redondo.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1509/03/20 - 1566/08/13
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta régia de D. João III, datada de 02 de Outubro de 1529, de confirmação de previlégio concedido ao convento de Santa Clara de Évora por D. Manuel, a 20 de Março de 1509. Nela o rei faz a mercê de que dois carreteiros e um sapateiro, moradores em Évora, que servirem o convento nomeados pela casa, sejam previligiados, entre outras, nas seguintes matérias: não pagando em nenhuma parte fintas, talhas, pedidos e serviços que pelos ofícios e moradores da cidade são ou forem lançados; nem vão com presos nem com dinheiros; nem sejam tutores nem curadores, salvo com algumas excepções; não sejam postos por besteiros do conto se até então o não são; nem sirvam em nenhuns outros encarregos nem servidões do concelho; nem sejam oficiais do concelho contra sua vontade.
    Na margem, canto inferior direito, acrescentou-se uma postila, datada de 08 de Julho de 1545, onde se diz que as carretas lhe não poderão ser tomadas por nenhuma causa quando a abadessa e freiras do convento tiverem necessidade delas para o serviço do mosteiro "posto que o [...] do ano andem ao ganho".
    O pergaminho tem anexo um papel onde se escreve uma petição da abadessa e freiras deste convento onde dizem ter um previlégio de possuir dois carreteiros, o qual está registado na câmara, e que porque os podem nomear, escolheram João Fernandes e Domingos Fernandes, carreteiros de Évora. Assim, pedem à câmara que mande fazer disso assento e lhe mande dar certidão. O despacho, datado de cinco de julho de ano não perceptível, é favorável e refere que os carreteiros irão servir numa obra.
    No verso do pergaminho, está uma declaração, datade de 1549, de António Simões de Barros, escrivão da câmara, em que afirma ter feito registar o previlégio acima e que o registo ficou em seu poder.
    Há também outra assinatura que acompanha a data de 1550 que talvez seja de outro escrivão que certifica o mesmo conteúdo.
    Ainda no verso encontra-se outra postila, datada de 13 de Agosto de 1566, em que o rei ordena que o privilégio se cumpra enquanto não mandar o contrário.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1459/03/20
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Martim Lourenço, fiador das sisas de Veiros, no ano de 1458, vende o domínio útil de uma vinha, da igreja de Santiago de Évora, localizada no termo da cidade, no Pomar de Çaide, da qual pagava, à referida igreja, vinte e oito soldos antigos e duas galinhas, pelo São Martinho.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1497/09/07
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Dona Isabel de Melo, moradora em Évora, vende às freiras do convento de Santa Clara da mesma cidade uma herdade, localizada no termo de Évora, na estrada de Beja, por cento e oitenta reais.

  • Fundo:
    Albergaria de São Brás de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1440/07/09
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Doação que fez João Gonçalves, bacharel da Sé e raçoeiro da igreja de Santiago, à albergaria de São Brás de Évora, de um quintal que se encontrava emprazado a André Vasques, escrivão da Câmara.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1462/09/07
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação realizada entre os raçoeiros da igreja de Santiago de Évora e Gonçalo Rodrigues Frade, que trazia emprazada uma vinha, da referida igreja, localizado no termo da cidade, em Vale de Romão, por cinquenta soldos antigos e uma galinha, pagos pelo São Martinho. O referido foreiro pede que os clérigos lhe recebam o bem.
    Aceite a encampação, os clérigos aforaram o referido bem, a Rui Lourenço e a sua mulher Catarina Gonçalves.

  • Fundo:
    Albergaria de São Brás de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1400/08/30
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirigida por Gil Gonçalves, juiz, relativa a um processo entre a Albergaria de São Brás de Évora e Afonso Domingues Panoias e sua mulher, estando em questão a posse de um ferragial da referida albergaria, localizado na torregela.

  • Fundo:
    Albergaria de São Brás de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1401/04/13
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Afonso Anes, provedor do hospital de São Brás de Évora, toma posse de um ferragial. A posse é-lhe dada por Nuno Pereira, do concelho, a mando de [...] Martins, juiz em lugar de Lopo [...], juiz ordinário em Évora, e na sequência de uma sentença.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1471/11/06
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Álvaro Fernandes, escudeiro, criado do infante D. Pedro e sua mulher, vendem a Luís Mendes, escudeiro do bispo de Coimbra, e a sua mulher Mecia Nunes, três ferragiais, por oito mil e seiscentos reais brancos.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1447/03/29
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    O juiz e vereadores da câmara de Évora aforam a Rodrigo Anes Namorado, morador na cidade, e a sua mulher, Ines Anes, umas casas que a capela de Rodrigo Anes tem na cidade, na rua do Pombeiro, por cinquenta reais brancos de trinta e cinco libras (?) o real.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1410/03/21
    Tipologia documental:
    Obrigação
    Nível:
    Documento simples

    Perante Lourenço Afonso, vassalo do rei e seu juiz dos orfãos do rei em Évora, apareceu Margarida Lourenço, avó de Fernando, filho orfão de Martim Domingues, trapeiro, e [...] Lourenço, mãe da criança, em nome de Gonçalo Pires, tutor do mesmo, e disseram que tinham dado de pregão os bens que ficaram por morte do Martim Domingues a João Anes, pregoeiro. Este afirmou que o maior lanço fora dado por André Gonçalves que neste acto toma de renda os bens e se obriga a pagar a renda por um ano.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1461/10/25
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de duas courelas de vinha, da igreja de Santiago de Évora, localizadas no chafariz de Mor Mendes, no caminho dos Carros, a Diogo de Pina, escudeiro, e a Beatriz Anes Bota, moradores na cidade, por trinta soldos de moeda antiga, pagos no dia de São Martinho.

  • Fundo:
    Igreja de Santa Maria do Bispo de Montemor-o-Novo
    Datas de produção/acumulação:
    1439/11/05
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de um olival, da igreja de Santa Maria do Bispo, de Montemor-o-Novo, localizado no termo da vila, em São Lázaro, a Gil Vasquez e a Catarina Anes, por trinta reais brancos, pagos pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1347/08/02
    Tipologia documental:
    Cláusula de Testamento
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de uma cláusula do testamento de Estêvão Anes, advogado no concelho, solicitada pelo prior da igreja de Santiago de Évora, ao vigário geral da Sé de Évora.

    Conteúdo do testamento:
    Estêvão Anes ordena, em seu testamento, que não se venda o seu forno e que, em cada Domingo, se entreguem dois pães em oferta a Santa Maria e outros dois à igreja de Santiago de Évora.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1408/01/19
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de um pardieiro, da igreja de Santiago de Évora, localizado na cidade, na rua dos Mercadores, a Inês Afonso do Mato, sogra de Vasco Afonso juiz dos orfão de Évora, por quatro libras antigas e duas galinhas, pagas pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1409/11/18
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de umas casas, da igreja de Santiago de Évora, localizadas na mouraria da cidade, a Mafamede Albedebe, sapateiro, mouro forro, por quinhentos e vinte cinco libras e duas galinhas, pagas pela Páscoa e pelo Natal.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santa Clara de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1497/09/07
    Tipologia documental:
    Compromisso
    Nível:
    Documento simples

    Dona Isabel de Melo vendeu ao convento de Santa Clara de Évora uma herdade, localizada no termo da cidade, na Abóbada, por duzentos mil reais.
    As freiras do referido convento, temendo que surgisse algum embargo, exigem que Garcia de Melo, filho de Dona Isabel de Melo, fidalgo da Casa do Rei, se obrigasse a respeitar a transacção.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1414/01/16
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de uma vinha, da igreja de Santiago de Évora, localizada no termo da cidade, no Vale da Silveira, a Rodrigo Anes, atafoneiro, sobrinho de João Afonso, escrivão da câmara, e a Margarida Vasques, moradores em Évora, por quarenta soldos antigos, pagos pelo São Martinho.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1441/11/08
    Tipologia documental:
    Compromisso
    Nível:
    Documento simples

    João Lameira, procurador do número de Évora, compromete-se a tomar a seu cargo um processo da igreja de Santiago de Évora feito pela albergaria de Jerusalém, contra Álvaro Eanes e sua mulher, Catelina Anes, moradores em Lisboa, estando em questão o foro de umas casas.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1408/01/19
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento de um pardieiro, da igreja de Santiago de Évora, localizado na cidade, na rua dos Mercadores, a Inês Afonso do Mato, sogra de Vasco Afonso, juiz dos órfãos de Évora, moradora na mesma cidade, por quatro libras antigas e duas galinhas, pagas pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1363/11/20
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em duas vidas, de um ferragial, da igreja de Santiago de Évora, localizado no termo da cidade, a Gonçalo Lourenço de Oliveira, morador e vizinho de Évora, por doze libras, pagas em dia de Santa Maria de Agosto.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1359/08/05
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Gil Rodrigues de Vasconcelos, cavaleiro e almotacé da cidade de Évora, obriga Martim Mateus e Estêvão Mateus a reconstruir uma casa que têm em Évora, a qual, por estar degradada, provoca danos em outra casa de Maria Anes, freira de São Bento de Cástris.

  • Fundo:
    Albergaria de São Brás de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    Século(s) XV
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    A Albergaria de São Brás de Évora, na pessoa de João Anes mordomo da mesma, comprou um chão, localizado em Évora dentro da cerca velha, a João Afonso e a sua mulher Catarina Afonso, moradores em Évora, por quatrocentos reais brancos.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1447/01/05 - 1447/01/09
    Tipologia documental:
    Encampação e Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Encampação realizada entre a igreja de Santiado de Évora e Gil Lourenço, que trazia emprazadas três courelas de vinha, da referida igreja, localizadas no Chafariz de Mor mendes, no termo de Montemor-o-Novo, por trinta e cinco soldos. O referido foreiro solicita autorização aos clérigos que lhe recebam os referidos imóveis.
    Aceita e encampação, os clérigos da igreja aforam novamente as três corelas de vinha a Diogo Nunes Cogominho, escudeiro, e a sua mulher, Catarina Anes, moradores em Évora, por quarenta reais brancos, pagos no dia de São Martinho.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1341/12/30
    Tipologia documental:
    Compromisso
    Nível:
    Documento simples

    Gonçalo Esteves, escudeiro, vizinho de Évora, morador na rua do Raimundo, e sua mulher, Joana Domingues, obrigam todos os seus bens, móveis e de raiz, a Joseph Vivalchi, judeu, a quem solicitaram um empréstimo no valor de trinta libras. Comprometem-se a pagar pelas trinta libras três arrobas de cera até São Miguel de Setembro desse ano.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1343/12/10
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Na presença de Nuno Afonso, juiz de Évora, Gonçalo Esteves e sua mulher venderam a Joseph Vivalchi uma vinha, no caminho de Montemor-o-Novo, para pagar uma divída.

  • Fundo:
    Câmara Municipal de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1400/?/05
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Dando cumprimento a uma sentença de Mendo Afonso, corregedor de entre Tejo e Guadiana, os porteiros do concelho de Évora, Nuno Afonso e Domingos Eanes, entregaram a João Afonso Ravasco, e a sua mulher, moradores na cidade, umas casas que foram de João Esteves Zagalo.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1370/06/27
    Tipologia documental:
    Arrendamento
    Nível:
    Documento simples

    Arrendamento, por um período de quatro anos, de um ferragial, da igreja de Santiago de Évora, localizado no termo da cidade, no Rego da Vázea, a Gil Lourenço, morador na cidade, por quinze libras, pagos pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1318/03/05
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Doação que faz Domingos Martins, testamenteiro de Maria Anes, aos raçoeiros da igreja de Santiago de Évora, de duas courelas de vinha no Xarrama, com condição de lhe fazerem um aniversário em cada ano, a 15 de Agosto, pela alma da defunta. No documento é citado um João Martins chantre de Évora.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1341/12/07
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de uma doação feita por Francisco Martins, raçoeiro da igreja de Santiago de Évora, e por Rui Mendes, escudeiro, como testamenteiros de Mem Rodrigues, cavaleiro, ao prior e raçoeiros da referida igreja, de umas casas que foram do falecido, próximo do poço de Alconchel, para lhe dizerem missas por alma. O traslado é solicitado pelo prioste a Gomes Lourenço Cavalo, juiz dos feitos dos crimes de Évora.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1341/11/16
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento que fazem os raçoeiros da igreja de Santiago de Évora de Lopo Tomé e a sua mulher, Maria Afonso, de uma vinha, no termo da cidade, na Torregela, por três libras e meia, pagas em Santa Maria de Agosto.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1400/11/02
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por João Lourenço, escudeiro, juiz em lugar de Lopo Dias, relativa a um processo entre Martim Pascoal, morador em Évora, e Martim Esteves, estando em questão a reconstrução de um pardieiro.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1383/09/04
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento em uma vida que fazem o prior, os raçoeiros e o prioste da igreja de Santiago de Évora, de uma vinha, no termo da cidade, no caminho de Montemor-o-Novo, a João Gonçalves, morador em Évora na rua de Satão (?), por vinte soldos de dinheiros portugueses, pagos pelo São Martinho.
    O prior é representado pelo seu procurador, Bartolomeu Domingues.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1493/01/08
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento em perpétuo que fazem o prior e os raçoeiros da igreja de Santiago de Évora, de uma vinha, situada no termo da cidade, no caminho de Santa Margarida, a João Cabelos e a sua mulher, Catarina Martins, moradores em Évora, por quinze reais brancos de moeda corrente, pagos pelo São Martinho.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1318/04/14
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em duas vidas, de duas courelas de vinha, da igreja de Santiago de Évora, localizadas no termo da cidade, junto à ribeira de Xarrama, a Vasco Esteves e a sua mulher, Maria Domingues, por cinquenta soldos, pagos em Março.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1342/07/26
    Tipologia documental:
    Demanda
    Nível:
    Documento simples

    Demanda entre Gonçalo Pires, prior da igreja de Santiago de Évora, e Rui Pais, escudeiro, relativa ao incumprimento das cláusulas estabelecidas num contrato de aforamento realizado entre as partes.

  • Fundo:
    Convento de São Francisco de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1316/01/27
    Tipologia documental:
    Demanda
    Nível:
    Documento simples

    Perante João Domingues, juiz do rei em Évora apareceram Mem [...] Fernandes (?) de um lado e Gomes Pires e Sancha Anes, sua mulher, do outro. Havia uma demanda entre as partes relativa a umas casas no adro de Santo Antoninho.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1478/05/15
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Vasco Martins, cavaleiro e juiz ordinário de Évora entrega a frei Luís de Beja, da Ordem de São Domingos, o traslado de uma cláusula do testamento de Rui Martins.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1442/04/05
    Tipologia documental:
    Instrumento de Partilhas
    Nível:
    Documento simples

    Instrumento de partilhas realizado entre Lourenço Afonso de Borba, tutor de Lourenço, moço menor, filho de Martim Cimeez e de Mor Esteves, ambos finados; e Maria Esteves Alistã, todos moradores em Évora. Referem que por morte de Catarina Lourenço Alistã, mãe de Maria Esteves e avó do moço menor, ficaram alguns bens por partir da terça. Os bens encontravam-se já repartidos, por acordo mútuo, pretendendo, agora, legalizar a partilha. Resta uma vinha, isenta, localizada no termo de Évora, na Silveira. O menor tinha, por direito, 1/3 da vinha e Maria Esteves duas partes, por razão da terça da finada. Solicitam ao juiz a partilha da vinha.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1383/08/24
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedro de Leiria, marido que foi de Maria Eanes, de uma parte e Gomes Eanes Golhelho e Martim Eanes Golhelho, seu irmão, clérigo de missa, como herdeiros de Maria Eanes, sua mãe. Todos juntos, mandaram pôr em pregão uma casa, que foi da sua mãe, por Martim Eanes, pregoeiro do concelho. A casa situa-se em Évora, na Rua dos Galegos, parte com casa de Gomes da Adella. Foi comprada por Maria Domingues, tecedeira, por trinta e cinco libras.

  • Fundo:
    Convento de São Domingos de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1433/11/18
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Isaque Querido, judeu, mercador, e sua mulher, moradores em Évora, mediante a apresentação de uma carta de D. João I, autorizando-os a transaccionar com cristãos, vendem a João Afonso Panóias e a Ana Lourenço, sua mulher, uma sua vinha, localizada no termo da cidade, na Chamuinha, por três mil reais brancos.

    Testemunhas: Afonso Domingues, procurador do número; Estêvão Eanes Macieira, tabelião

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1489/10/09
    Tipologia documental:
    Doação
    Código de referência:
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização realizado entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Pedro Estaço, cavaleiro da Casa do Rei, escrivão da câmara de Évora, que trazia aforado um assentamento de casas, localizadas na cidade, na rua do Ceudal, por cento e vinte reais brancos. Os foreiros pedem autorização para doarem, por dote de casamento, certa parte do referido imóvel a seu filho. Os clérigos autorizaram a doação de parte do imóvel com a condição do seu filho, mulher e herdeiros pagarem de foro à igreja sessenta reais, em dia de Páscoa.