Câmara Municipal de Evoramonte

Localização estrutural dos conteúdos:
Localidade:
Evoramonte
Entidade detentora:
Arquivo Histórico Municipal de Estremoz
Datas de produção / acumulação:
1616/??/?? ⇔ 1928/??/??
Dimensão e suporte:

Nº / Tipo de itens: 376 (131 lv. + 221 Mç. + 23 Pç. + 1 Cd.)

História custodial e arquivística:

Para conhecimento da documentação que se encontra no Arquivo Histórico Municipal de Estremoz (AHME) consulte-se: Arquivo Municipal de Estremoz. Inventário de Evoramonte , Estremoz, Câmara Municipal, 2006.

Conteúdos do fundo:
Não existem itens a listar.
Informação contida em outros fundos:
  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1429/11/10
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Manuel Domingues de Aguiar, contador do rei, toma posse de uma herdade no termo de Évoramonte no lugar onde chamam ribeira de Tera. A posse é-lhe dada por Gil Afonso, juiz ordinário da vila.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1462/??/??
    Tipologia documental:
    Indefinida
    Nível:
    Documento simples

    Mem Rodrigues, cavaleiro da casa do conde de Odemira, alcaide mor por ele no castelo de Estremoz, apresenta a um juiz os privilégios régios obtidos no que se referia a uma herdade. O juiz determina que se guardem os privilégios referidos e manda fazer a demarcação da herdade de modo a perceber-se onde a mesma se divide de uma outra de Fernão Morato.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1429/04/03
    Tipologia documental:
    Carta de Sesmaria
    Nível:
    Documento simples

    Gil Afonso, escudeiro e vassalo do rei, e Estêvão Lourenço, dão em sesmaria a Manuel Domingues, contador do rei e seu arrendador na comarca de entre Tejo e Guadiana, e a sua mulher, Brites Gonçalves, uns assentamentos de herdades.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1429/04/12
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Através de João Rodrigues, juiz ordinário de Evoramonte, Manuel Domingues, contador do rei, morador em Évora, toma posse de uma herdade que lhe foi concedida em sesmaria.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1416/11/22
    Tipologia documental:
    Instrumento de Demarcação
    Nível:
    Documento simples

    Demarcação do lugar de Cortes, propriedade que os irmãos João Domingues das Cortes e Gonçalo Domingues das Cortes, moradores em Estremoz, herdaram de seu pai.
    Em virtude de existirem dúvidas, perante os oficiais do concelho de Evoramonte e os pobres da Serra de Ossa, relativamente aos limites desse lugar, Gonçalo Pires, pobre da referida comunidade, requereu a Martim Fernandes, juiz de Estremoz, que os referidos proprietários indicassem os limites do lugar.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1462/07/26
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Perante Nuno Afonso, juiz ordinário em Évoramonte, fazendo audiência apareceram de um lado Mem Rodrigues, cavaleiro da casa do conde de Odemira e alcaide por ele na vila de Estremoz, como autor e do outro Fernão Mourato [...], morador no termo da vila, como réu. Mem Rodrigues afirma que o réu tinha-lhe forçado um pedaço de uma terra que tinha sido dada de sesmaria por Gomes Eanes Barreco e por Gil Valente e pede ao juiz que lhe dê a posse dessa terra como a tinha antes. E o juiz julgando o caso por sentença mandou dar posse da terra ao Mem Rodrigues.