Sé/Cabido de Braga

Localização estrutural dos conteúdos:
Localidade:
Braga
Entidade detentora:
Biblioteca Pública de Évora
Conteúdos do fundo:
Informação contida em outros fundos:
  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1486/06/02
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    João Lourenço Cebolo apresentou uma carta de seu irmão, Diogo Gomes, pela qual este lhe doou os bens que recebeu por morte de seu pai e sua mãe. Os bens referidos são os seguintes: uma besta, um trado, uma enxó, um compasso, várias ferramentas miúdas e um quinhão de uma vinha e de uma casa. João Lourenço Cebolo e sua mulher, Catarina Lourenço, dizem possuir um quarto das casas, localizadas em Évora, na rua do Gaio, e um quarto que foi de Giogo Gomes. Vedem esses quinhões de da casas a Rodrigo de Airos por mil e setecentos reais brancos.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1445/07/11
    Tipologia documental:
    Apelação
    Nível:
    Documento simples

    Carta Régia relativa a um processo em que Diogo Lopes Lobo acusa a sua tia, abadessa do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, de se recusar a entregar-lhe a escritura pública ou o traslado de um instrumento de partilha dos bens que ficaram por morte de Aldonça Martins, sua avó.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1471/02/04
    Tipologia documental:
    Doação
    Nível:
    Documento simples

    Dona Inês, abadessa do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, afirma ter feito doação de duas herdades (herdade dos Mogos e herdade de Pardielas), localizadas no termo da cidade.
    Em virtude dessa doação apenas ter sido feita vocalmente, faz, através desta carta, a escritura da referida doação.
    Afirma que o mosteiro possui licença régia para receber os bens.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1452/03/03
    Tipologia documental:
    Carta Régia
    Nível:
    Documento simples

    Carta de D. Afonso V, na qual o monarca concede autorização às freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora para receberem os bens doados por Dona Inês, abadessa do referido mosteiro.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1427/08/19
    Tipologia documental:
    Carta
    Nível:
    Documento simples

    Traslado de uma carta de Vasco Domingues, chantre da Sé de Braga, inquiridor, visitador de [...] nos reinos de Portugal e do Algarve, juiz delegado especialmente deputado pelo Papa, que por sua vez traslada uma bula do papa Gregório XI, escrita em latim, que fora apresentada pelos pobres ermitães da Serra de Ossa a D. Pedro, bispo de Coimbra e da igreja de Toledo, também inquiridor e visitador do Papa nos reinos de Portugal e do Algarve. O traslado é feito a pedido de João Fernandes, ermitão, pobre da Serra de Ossa e ordenado pelo bispo de Évora, D. João.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1378/02/16
    Tipologia documental:
    Carta
    Nível:
    Documento simples

    Carta de Vasco Domingues, chantre de Braga, inquiridor, visitador de [...] nos reinos de Portugal e do Algarve e juiz delegado especialmente deputado pelo Papa, onde traslada uma bula de Gregório XI, escrita em latim, que fora apresentada pelos pobres ermitães da Serra de Ossa a D.Pedro, bispo de Coimbra e da igreja de Toledo, também inquiridor e visitador do Papa nos reinos de Portugal e do Algarve. O conteúdo da bula e desta carta é referente às examinações e inquisições dos ermitães que viviam nas montanhas e lugares ermos do bispado de Évora que eram de difícil acesso. Assim, Vasco Domingues, incumbe o bispo de Coimbra, o vigário de Lisboa e o chantre de Évora dessa função. Os lugares da existência de ermitérios citados são: Serra Venia (?), Montemor-o-Novo, Cabeço de Vide e mata de Serpa. Aos ditos pobre é também concedido que ninguém lhes faça desacato ou os moleste, nem prendam, sob pena de excomunhão e outras maiores penas determinadas pelos ordinários (bispos e prelados) em nome do Papa.

  • Fundo:
    Igreja de Santa Maria do Bispo de Montemor-o-Novo
    Datas de produção/acumulação:
    1471/07/06
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de uma vinha, da igreja de Santa Maria do Bispo de Montemor-o-Novo, localizada no termo da vila, na Reinalda, a Maria Dias, criada de Luís Dias, porteiro do Concelho, por cem reais, pagos pelo Natal.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1475/03/17
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizado entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Pedro Estaço, escudeiro do rei, e Guiomar de Carvalhais, moradores na cidade, que traziam aforadas umas casas, da referida igreja, localizadas na cidade, por nove reais brancos e dois pretos, pagos pela Páscoa.
    Os foreiros pedem autorização à igreja para venderem o domínio útil das casas a Isabel, a Afonso e a Diogo, órfãos, filhos de Mem Gonçalves, escudeiro do arcebispo de Braga, por sete mil reais brancos.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1416/11/28
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Estando presente o arcebispo de Braga, D. Martinho, apareceu aí um mancebo chamado João Beltraes, criado de Luís Gonçalves, prior de Arraiolos, e mostrou uma procuração de João Gil, clérigo, natural do Porto, em que fez seu procurador, entre outros, a João Beltraes para que interferisse por ele numa apelação junto do arcebispo relacionada com a prebenda que vagara na igreja de Évora. O documento é o testemunho de que João de Beltraes fez o pedido ao arcebispo e de que este disse que depois responderia.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1416/11/29
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Estando presente o arcebispo de Braga, D. João, apareceu aí um mancebo chamado João Beltraes, criado de Luís Gonçalves, prior de Arraiolos, e mostrou uma procuração de João Gil, clérigo, natural do Porto, em que fez seu procurador, entre outros, a João Beltraes para que interferisse por ele numa apelação junto do arcebispo relacionada com a prebenda que vagara na igreja de Évora. O documento é o testemunho de que João de Beltraes fez o pedido ao arcebispo e de que este disse que depois responderia.