Ordem de São Bento de Avis

Localização estrutural dos conteúdos:
Entidade detentora:
Arquivo Nacional Torre do Tombo
Conteúdos do fundo:
Informação contida em outros fundos:
  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1461/09/17
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento, em três vidas, de um ferragial, da igreja de São Pedro de Évora, localizado no termo da cidade, junto ao Rego da Várzea, a João Vaz Castelão e a Mor Rodrigues, por quarenta soldos antigos, pagos por Santa Maria de Agosto.

  • Fundo:
    Igreja de São Pedro de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1473/11/18
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Mor Rodrigues, viúva de João Vaz, ruivo, afirma não poder possuir um ferragial que trazia emprazado, em três vidas, da igreja de São Pedro de Évora, localizado no termo da cidade, no Rego da Várzea, e por isso pretende passar o domínio útil do referido bem a Vasco Fernandes, cónego.
    Os clérigos da igreja aceitam a transacção.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1448/10/10
    Tipologia documental:
    Apelação
    Nível:
    Documento simples

    Gil Vasques Gavião, escudeiro, vassalo do rei, ouvidor nas terras do mestrado da Ordem de Avis pelo Senhor D. Pedro, condestável do Reino e governador do Mestrado, recebeu dos juízes de Avis uma apelação relativa a uma demanda que Garcia Fernandes, escudeiro, morador em Abrantes, mantinha com o mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, relativa à posse de uma herdade no termo de Avis, no vale dos cavaleiros.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1451/08/08
    Tipologia documental:
    Sentença
    Nível:
    Documento simples

    Sentença dirimida por Lourenço Anes e Gil Fernandes, juízes da vila de Avis, relativa a um processo entre o mosteiro de São Bento de Cástris de Évora e Garcia Fernandes, escudeiro, morador em Abrantes, estando em questão a posse de uma herdade, localizada no termo de Avis, em Vale de Cavaleiros.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1581/09/19
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Certidão de Jorge Martins Carneiro, escrivão da legacia, em como tem em seu poder uns autos de causa cível entre partes. De um lado estava D. Luís de Lencastre, comendador da Ordem de Avis e das vilas de Estremoz, Alandroal e Veiros, como autor, e da outra Gonçalo Rodrigues, lavrador, morador no Ameixial. A causa era sobre os dízimos de pão e miunças de uma herdade que este trazia arrendada.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1527/01/15
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Venda que fazem Brás Afonso Velho e sua mulher, Brites (?) Pires, de um quinhão da herdade dos Velhos, situada no termo de Monsaraz, a Álvaro Rodrigues, cavaleiro da Corte do rei, e a sua mulher, Filipa Sanches (?), por doze mil reais.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1534/06/25
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Perante Gonçalo Pires, juiz ordinário de Avis, Pedro Dias, feitor das freiras do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, toma posse de uma courela, de um olival, de uma panasqueira e de uma oliveira cordovil, no termo de Avis.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1644/12/13
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento feito pela comenda de São Miguel da Freiria de Évora de uma vinha no termo da cidade, no posto do Degebe, a Catarina Figueira, mulher de Manuel Carvalho, que vive de sua fazenda.
    Mendo Estevens, pai de Catarina Figueira, morador no Alandroal, e agora assistente e morador em Évora nas casas onde se realiza o acto, era foreiro da vinha por prazo de três vidas, de que era a terceira pessoa, e de que pagava o foro de trinta e cinco reis. Queria agora fazer a renovação do prazo, para o que obtivera uma provisão régia, nomeando como sucessor a sua filha. O senhorio está representado pelo licenciado Pedro de Faria de Abreu, advogado na cidade e nela morador na rua do Raimundo, como feitor e procurador do doutor e frei Gregório Mascarenhas, homem fidalgo da casa de Sua Majestade e cavaleiro professo da ordem de São Bento de Avis, comendador da Comenda de São Miguel da Freiria de Évora e morador em Lisboa.

  • Fundo:
    Mosteiro de Santo Antão de Vale de Infante de Estremoz
    Datas de produção/acumulação:
    1478/11/07
    Tipologia documental:
    Indefinida
    Nível:
    Documento simples

    Apresentação de uma bula que exigia que os pobres dos eremitérios de arcebispado de Lisboa, do bispado de Évora e do bispado de Ceuta e do Algarve fizessem voto de castidade.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1530/06/16
    Tipologia documental:
    Escambo
    Nível:
    Documento simples

    Escambo entre Brás, pobre da província da serra de Ossa, como procurador da casa, e Baltazar Gonçalves, pescador, morador em Setúbal, e sua mulher, Catarina Gomes. Os primeiros concedem ao casal umas casas que traziam como seus foreiros por cento e cinquenta reais por ano, pagos em São João Baptista, nas quais tinham feito benfeitorais, e recebem em troca outras casas do casal situadas em Setúbal na rua das Amoreiras.

  • Fundo:
    Ordem de São Bento de Avis
    Datas de produção/acumulação:
    1446/08/29
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento que faz Frei Afonso Eanes [...], cavaleiro, comendador da comenda de São Miguel da Freiria, a Constança Anes, viúva de Rodrigo Airas, tecelão, moradora em Évora, de umas casas e celeiro que a comenda tinha no outeiro de Vila Nova, que foram de Maria Anes Pão e Água, e que ficaram por sua morte a seu filho, Fernando Álvares, criado do Infante D. João. Mas havia quatro ou cinco anos que ele saíra da cidade e não pagava o foro e as casas estavam a deteriorarem-se. Afora também uns pardieiros que ficavam atrás das casas. O foro eram vinte soldos antigos, ou seja, vinte reais brancos, pagos no dia de Entrudo.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1525/11/28
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    D. Martinho de Portugal, prior da igreja de Santiago de Évora e os raçoeiros da mesma, dão consentimento para Catarina Martins, viúva de Bartolomeu Martins, vender uma courela de vinha, situada no termo da cidade, no Chafariz de Mor Mendes, foreira à igreja por novecentos reais e uma galinha, a João Godinho e a sua mulher, Branca Henriques, moradores em Évora, por mil e setecentos reais.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1526/04/19
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    D. Martinho de Portugal, prior da igreja de Santiago de Évora e os beneficiados da mesma, dão consentimento a Jorge Anes Tomás e a sua mulher, Maria (?) de Oliveira, moradores em Torres Novas, para venderem umas casas, situadas na rua do Raimundo, foreiras em perpétuo à igreja em cem (?) reais cada ano, pagos pelo São Martinho, a Jorge Dias, mercador, e a sua mulher, Beatriz Mendes, por trinta e seis mil reais brancos.
    O casal é representado por António Fernandes, cavaleiro de Santiago, seu procurador, também morador em Torres Novas.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1526/04/19
    Tipologia documental:
    Instrumento de Posse
    Nível:
    Documento simples

    Jorge Dias, toma posse das casas que comprou a Jorge Anes Tomás e sua mulher, Maria (?) de Oliveira, foreiras à igreja de Santiago de Évora.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1525/11/??
    Tipologia documental:
    Aforamento
    Nível:
    Documento simples

    Aforamento que fazem os raçoeiros da igreja de Santiago de Évora a João (?) Mendes (?) e a sua mulher [...], de uma courela de vinha que está em panasqueira, no termo de Évora, além da torre que está a par do mosteiro de São Bento de Cástris de Évora, por sessenta reais brancos e uma galinha, pagos pelo São Martinho.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Paulo da Serra de Ossa
    Datas de produção/acumulação:
    1465/01/15
    Tipologia documental:
    Certidão
    Nível:
    Documento simples

    Os pobres do oratório da Serra de Ossa solicitam a Diogo Gomes Zagalo, escudeiro e juiz ordinário de Estremoz, o traslado de uma sentença do corregedor de entre tejo e odiana, relativa à posse de umas casas, localizadas junto à ermida do Monte da Virgem.

  • Fundo:
    Mosteiro das Chagas de Vila Viçosa
    Datas de produção/acumulação:
    1508/01/20
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Venda que fazem Afonso Eanes Mateus e sua mulher, Filipa Vaz, moradores no termo de Estremoz, a João Bispo e a sua mulher, Ana Martins, moradores em Borba, de uma vinha à fonte Figueira, no termo de Borba, no caminho da Juromenha, por dois mil e oitocentos reais.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1384/09/04
    Tipologia documental:
    Emprazamento
    Nível:
    Documento simples

    Emprazamento que faz Bartolomeu Domingues, procurador de João Pires, prior da igreja de Santiago de Évora e o prioste e raçoeiros da mesma igreja a Gonçalo Martins, homem do Adaiem (?) [Deão?], de um pardieiro em Évora, na rua da Maleita Longa, em três pessoas, para os fazer em casa, por vinte soldos, pagos no dia de São João Baptista.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1384/03/13
    Tipologia documental:
    Compra/venda
    Nível:
    Documento simples

    Pedido de autorização de venda realizado entre os clérigos da igreja de Santiago de Évora e Margarida Martins, viúva de João Anes Barvacho, que trazia aforada uma vinha, localizada no termo de Évora, no Vale de Romão, por quarenta soldos, pagos pelo São Martinho. Pede autorização à igreja para vender o referido bem a João Martins, pedreiro, e a sua mulher, Senhorinha Anes, moradores na cidade, por seis libras de dinheiros Portugueses. Os clérigos da igreja de Santiago autorizam a venda.

  • Fundo:
    Mosteiro de São Bento de Cástris de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    Século(s) XV
    Tipologia documental:
    Acordo
    Nível:
    Documento simples

    Acordo entre Manuel Domingues de Aguiar e sua mulher, Beatriz Gonçalves, por um lado, e Afonso Esteves, escrivão (?) [...], morador em Évoramonte e sua mulher, Brites Álvares, e Vasco Esteves [...] e sua mulher, Catarina Domingues, de outro lado. O acordo é relativo a uns assentamentos de herdades que jaziam em matos, nunca tendo sido lavrados e que tinham sido dados de sesmaria ao primeiro casal pelos sesmeiros do lugar de Évoramonte. Os outros dois casais reclamavam que tinham parte nesses assentamentos.