Hospital de Santa Maria de Palhais de Santarém

Localização estrutural dos conteúdos:
Localidade:
Santarém
Conteúdos do fundo:
Não existem itens a listar.
Informação contida em outros fundos:
  • Fundo:
    Convento de Nossa Senhora da Assunção de Arraiolos
    Datas de produção/acumulação:
    1538/04/11 - 1542/01/11
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Traslado, emitido em 1542, de documento de privilégios concedidos à ordem de São João Evangelista, datado de 1538. Entre eles o de não pagarem dízimos. O traslado é solicitado pelo padre Cristovão da Purificação, provedor do hospital da vila de santarém e cónego da congregação de São João Evangelista, ao Dr. Diogo Gonçalves, provisor e vigário geral no espiritual e temporal do arcebispado de Lisboa pelo senhor D. Fernando, arcebispo de Lisboa, do conselho do rei e seu capelão mor.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1416/11/28
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Estando presente o arcebispo de Braga, D. Martinho, apareceu aí um mancebo chamado João Beltraes, criado de Luís Gonçalves, prior de Arraiolos, e mostrou uma procuração de João Gil, clérigo, natural do Porto, em que fez seu procurador, entre outros, a João Beltraes para que interferisse por ele numa apelação junto do arcebispo relacionada com a prebenda que vagara na igreja de Évora. O documento é o testemunho de que João de Beltraes fez o pedido ao arcebispo e de que este disse que depois responderia.

  • Fundo:
    Igreja de Santiago de Évora
    Datas de produção/acumulação:
    1416/11/29
    Tipologia documental:
    Outro
    Nível:
    Documento simples

    Estando presente o arcebispo de Braga, D. João, apareceu aí um mancebo chamado João Beltraes, criado de Luís Gonçalves, prior de Arraiolos, e mostrou uma procuração de João Gil, clérigo, natural do Porto, em que fez seu procurador, entre outros, a João Beltraes para que interferisse por ele numa apelação junto do arcebispo relacionada com a prebenda que vagara na igreja de Évora. O documento é o testemunho de que João de Beltraes fez o pedido ao arcebispo e de que este disse que depois responderia.